O QUE É O PROJETO:

 

“O Tempo como Verbo” é um projeto criado com o compromisso de levar a arte contemporânea a todos os públicos de forma segura em tempos complexos.

Em 2020 o mundo se deparou com a necessidade de mergulhar em experiências virtuais mais intensas para dar conta da vida enquanto nos adaptávamos a um mundo pandêmico. Na arte, não foi diferente: o projeto “O Tempo como Verbo” inova ao utilizar o Metaverso, ou seja, integrar diferentes espaços virtuais com o real, com o uso de realidade aumentada, redes sociais e objetos físicos. Uma teia que se propõe a criar formas de relacionamento entre as pessoas e os conteúdos de arte.
O projeto é composto por oito produtos culturais que têm o tempo como elemento norteador, com curadoria de Laura Cattani em parceria com Munir Klamt. Este projeto é vinculado ao projeto de pesquisa “Obscuridade Íntima do Tempo” de Munir Klamt (IA/UFRGS). São eles:

Tempo como Verbo – Exposição Virtual

Na galeria virtual imersiva, o público pode conferir obras, como fotografias, vídeos e performances que trazem reflexões sobre as multifacetadas dimensões do tempo, por sete artistas: Túlio Pinto, Dirnei Prates, Ío, Andressa Cantergiani, Bruno Borne, André Severo e Virgínia di Lauro.

Tempus Fugit – Galeria em Casa (filtros de Realidade Aumentada)

Proposta inovadora de uso de filtros de realidade Aumentada no Instagram para que cada pessoa possa instalar virtualmente, em sua casa ou onde estiver, até cinco diferentes obras dos artistas Túlio Pinto, Ío, Bruno Borne e André Severo.

O Fim do Presente / Tempo como Verbo – Catálogo e contos

Esta publicação é um livro bipartido, organizado por Laura Cattani e Munir Klamt. Tempo como Verbo é um catálogo reflexivo sobre a exposição virtual, com imagens das obras e textos de Laura Cattani, Munir Klamt e Juliana Proenço. O Fim do Presente é um projeto experimental, no qual o curador literário Vitor Diel convidou sete escritoras e escritores gaúchos para criarem contos inspirados nas obras da exposição virtual: Atena Beauvoir, Davi Koteck, Jeferson Tenório, José Falero, Juliana Maffeis, Mariam Pessah e Taiasmin Ohmacht.

Residência Torus – Três residências artísticas imersivas

Três artistas passam, respectivamente, por um período de processo criativo imersivo, em uma propriedade rural na Serra Gaúcha. Letícia Lopes, Anderson Astor, Ricardo de Carli ficam, uma semana cada, em uma casa com ateliê, cercada de mata nativa, podendo se dedicar a sua poética.

Sete Infinitudes – Álbum musical

“Sete Infinitudes” é um álbum musical que surgiu enquanto trilha sonora para a exposição “Tempo como Verbo”, desenvolvida por Caio Amon e Ío como uma outra forma de pensar as obras. Ao longo do processo de produção, foi feita uma “arqueologia sonora” através da música, visitando lugares sonoros abandonados que, com a chegada do ouvinte, despertam e revivem parte de seu passado.

Constituição de Acervo – doação ao MARGS

As obras da exposição, “Tempo como Verbo” serão doadas, em formato digital, ao Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS), colaborando para o enriquecimento do acervo público e a valorização da produção artística. Também será doado o Livro “O Fim do Presente”.

Áster – Projeto educativo

O projeto educativo Áster visa apresentar de forma acessível e instigante a exposição “Tempo com Verbo”, com textos sobre as obras em linguagem acessível e propostas de atividades interativas, palestras online e um livreto. Coordenada pelo arte-educador Diogo Mickken (FURG).

Coalescer – criação de conteúdo e reflexões

Em Coalescer, quatro jovens artistas e duas pesquisadoras são convidadas a compartilhar uma visão multifacetada sobre o tempo por meio de imagens e textos: Dani Barbosa, Felipe Dias Diaz, Julha Franz, Marina Roncatto, Oendu de Mendonça e Pamela Zorn. Coordenado por Gabriela Paludo Sulczinski.

FICHA TÉCNICA:

Projeto realizado com recursos da Lei nº 14.017/2020. EDITAL SEDAC nº 09/2020 Produções Culturais e Artísticas.

Concepção: Laura Cattani e Munir Klamt (este projeto é vinculado ao projeto de pesquisa “Obscuridade Íntima do Tempo” de Munir Klamt (IA – UFRGS).

 

 

O Tempo como Verbo

Concepção: Laura Cattani e Munir Klamt

Coordenação do projeto: Laura Cattani

Produção: Concreção

Assistente: Cristielle Souza

Design gráfico: Pedro Bopp

Comunicação e imprensa: Gengibre.cc – Emilene Lopes, Cris De Luca

Administração das redes sociais do projeto: Gabriela Paludo Sulczinski e Cristielle Souza

Fotografias: Anderson Astor – Terramar

Contadora: Samanta Leal – Conttà Assessoria Empresarial

Tempo como Verbo – Exposição Virtual

Curadoria: Laura Cattani

Artistas: Túlio Pinto, Dirnei Prates, Ío, Andressa Cantergiani, Bruno Borne, André Severo e Virgínia di Lauro.

Elaboração peças 3D e galeria virtual: Blau

Tradução: Érica Spagnolo

Realização site: Agência Bah

Tempus Fugit – Galeria em Casa (filtros de Realidade Aumentada)

Artistas: Túlio Pinto, Ío, Bruno Borne

Modelagem 3D: Blau

Elaboração de filtro AR: Victor Gyurkovitz.

O Fim do Presente – Catálogo híbrido e contos

Catálogo:

Texto crítico: Laura Cattani e Munir Klamt

Ensaios poéticos: Juliana Proenço

Livro de contos:

Curadoria literária e coordenação: Vitor Diel

Autora/es: Atena Beauvoir, Davi Koteck, Jeferson Tenório, José Falero, Juliana Maffeis, Mariam Pessah e Taiasmin Ohnmatch.

Revisora: Maiara Alvarez

Projeto gráfico: Guilherme Dable

Produção editorial do livro: Laura Cattani

Gráfica: Ideograf

Sete Infinitudes – Álbum musical

Composição e realização: Caio Amon

Residência Artística Torus – Três residências artísticas imersivas

Coordenação: Cristielle Souza

Assistente: Iandra Cattani

Artistas: Letícia Lopes, Anderson Astor, Ricardo de Carli

Áster – Projeto educativo 

Coordenação: Diogo Gonçalves

Equipe educativa: André Soares, Lívia Lempek, Matheus M. Maia

Design gráfico material online: Pedro Bopp

Ilustrações, design e elaboração do livreto: Helder Kawabatta

Coalescer – criação de conteúdo e reflexões sobre o tempo para Instagram

Coordenação e administração da conta @torus.arte: Gabriela Paludo Sulczinski.

Criação de conteúdo: Dani Barbosa, Felipe Dias Diaz, Julha Franz, Marina Roncatto, Oendu de Mendonça e Pamela Zorn.